Labels

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Indaiatuba sedia Congresso Internacional de Jazz Dance

Indaiatuba se transforma na capital do jazz a partir desta quinta-feira, 20, com a 9ª edição do Congresso Internacional de Jazz Dance, que segue até domingo, 23. O evento, organizado pela diretora do Galpão 1 Academia de Dança, Erika Novachi, e pela jornalista e crítica de dança, Marcela Benvegnu, promete levar o que há de melhor do gênero com aulas ministrada por nove professores, no Centro de Convenções Aydil Pinesi Bonachella. As vagas para participação estão esgotadas.
Contando com 140 participantes, o evento tem representante tanto do Uruguai, quanto do Brasil, com bailarinos de nove diferentes estados – Pará, Tocantins, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Minas Gerais, Ceará e Paraíba. “Para nós é motivo de muita alegria ver a diversidade deste Brasil representado pelo Jazz Dance. Ficamos muito felizes que a nossa dança diminui as fronteiras entre as pessoas e que elas venham ao Congresso, em Indaiatuba, buscando mais informação”, conta Erika Novachi, codiretora artística do evento.
Para ministrar as aulas, tanto práticas quanto teóricas, marcam presença no Congresso professores de renome nacional e internacional, com destaque para Nathan Trasoras e Mayala, grandes nomes da dança hollywoodiana, que estão pela primeira vez no Brasil. Nathan é dos fenômenos da sexta temporada do programa de televisão americano So You Think You Can Dance, além de participar de trabalhos no programas The VoiceEllen DeGeneresGot Talent America e American Idol. Sua formação diversificada funde jazz contemporâneo e hip-hop. Já Malaya é uma vietnamita radicada nos Estados Unidos e sua técnica mistura o jazz clássico e lírico. Professora da Edge Performing Arts Center em Los Angeles, desde 1997, já coreografou para a The Houston Metropolitan Dance Company, University of Oklahoma, Commonality Dance Company, também realizou trabalhos em países como Suíça, Itália, México, Canadá, Alemanha, Suécia, Noruega, Nova Zelândia, Austrália, Coreia e Japão.
Ainda no time dos americanos há Francis Roach, assistente de muitos anos do bailarino Eugene Louis, conhecido como Luigi, que criou a primeira metodologia para jazz dance na América. Seu estilo moderno tem também um toque de anos 1980, remetendo ao jazz tradicional.
No campo nacional, as aulas ficam por conta das mulheres. Vivien Fortes, atualmente coreógrafa do programa Dancing Brasil, apresentado pela Xuxa na Rede Record, leva a dança para a linha de show, colocando todos para dançar, pensando na individualidade de cada um. Enquanto Luana Espíndola apresenta um jazz de qualidade, com aulas bem montadas e é conhecida, sobretudo, por trabalhos que ganham a cena da dança nos festivais. Tanto Vivien, quanto Luana, já assinaram coreografias para o grupo de Erika Novachi, professora e coreógrafa de lyrical jazz desde 1995.
Para demonstrar a relação entre fotografia e dança, o fotógrafo Wilian Aguiar apresenta o universo da dança por meio de imagens, além de fazer uma reflexão sobre direitos autorais. As conversas se ampliam no Por Falar em Jazz, com a presença do bailarino e coreógrafo uruguaio Oswald Berry, que compartilhará sua trajetória, tanto no jazz, quanto na televisão, enquanto trabalhou como coreógrafo da Xuxa e participou de inúmeros programas de TV.
Para Marcela Benvegnu, codiretora artística do Congresso, desde a primeira edição a teoria sempre teve a mesma importância da prática. “É preciso pensar a dança e refletir sobre o que está sendo feito. Assim, serão propostas reflexões acadêmicas baseadas em pesquisas desenvolvidas sobre jazz dance em universidades com mesas redondas, exibição de vídeos e palestras que dialoguem com o gênero”, explica Marcela, que ministra nesta edição uma palestra sobre a importância da clareza nos releases de dança.
Para Erika Novachi, que divide com Marcela a responsabilidade da direção artística do evento, o resultado conquistado pelos alunos, ao final de cada edição é a maior vitória. “Entendemos que ao unir teoria e prática ajudamos a preservar este estilo e também colaboramos para a evolução técnica de cada participante. A cada ano apresentamos linhas temáticas diferentes, que dialogam com o passado e ao mesmo tempo o atualizam, trazendo o que às vezes foi esquecido, ao mesmo tempo em que lançamos tendências”, completa.
Sobre o Congresso Internacional de Jazz Dance
O Congresso Internacional de Jazz Dance chega, este ano, a sua 9ª edição. Já passaram pelo evento, que desde o princípio acontece em Indaiatuba (SP), 47 importantes personalidades da dança: Pat Taylor, Bill Prudich, Roberta Fontana, Erika Novachi, Katia Barros, Maíza Tempesta, Desmond Richardson, Cecília Marta, Nick Kenkel, Andrea Spósito, Regina Sauer, Marcela Benvegnu, Madalena Machado, Vilma Vermon, Cecília Martha, Jim Cooney, Derek Mitchel, Monique Paes, Regina Dragone, Mery Rosa, Carlota Portella, Nan Giorgano, Suzi Taylor, Josh Bergasse, Fernanda Chamma, Eliane Fetzer, Zeca Rodrigues, Fabio Cardia, Redha Beintenfour, Jojo Smith, Edy Wilson, Ricardo Scheir, Edson Santos, Rose Calheiros, Luiz Coelho, Ronnie Klebelewski, Marly Tavares, Sheila Baker, Sue Samuels, Jhean Allex, Ana Araújo, Cristina Cará, Christiane Matallo, Gilberto de Syllos, Cinthia Villas Boas, Alexandre Ribeiro e Caio Nunes. Mais informações no site www.congressodejazzdance.com.br.
Sobre Erika Novachi
Erika Novachi é um nome reconhecido no cenário do jazz dance brasileiro. Diretora residente da Galpão 1 Academia de Dança, de Indaiatuba, transita entre os principais festivais de dança do país com destaque. É professora e coreógrafa de lyrical jazz desde 1995, e bailarina. Atuou em companhias como Grupo Raça, com direção de Roseli Rodrigues, e Companhia Dançar, com direção de Rose Calheiros. Entre seus principais prêmios como coreógrafa, destacam-se diversos primeiros lugares no Festival de Dança de Joinville. É frequentemente convidada para compor júri em mostras e competições de dança. Em agosto de 2009 ministrou aula de lyrical jazz, na Broadway Dance Center, em Nova York, e em fevereiro de 2017, na Crossroad of Arts, em Los Angeles, Califórnia. Em 2010 e 2014 foi professora de lyrical jazz, no Festival de Dança de Joinville.
Sobre Marcela Benvegnu
Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP, Marcela Benvegnu é jornalista e crítica de dança. É coordenadora de Educativo e Comunicação da São Paulo Companhia de Dança e pós-graduada em Estudos Contemporâneos em Dança pela Universidade Federal da Bahia, onde desenvolveu uma monografia sobre o jazz dance. Sempre atua como júri, palestrante, crítica ou jornalista convidada em eventos como o Dança Ribeirão, Festival Internacional de Sapateado, Sapateia São Paulo, Temporada de Balé Russo de São Paulo, Corpo Rastreado, Festival de Dança de Londrina, Olhares Sobre o Corpo, Festival de Dança de Uberlândia, Festidança, Festival de Dança de Joinville, Bento em Dança, e outros. Em agosto de 2009 ministrou a palestra História do Jazz Dance e Corpo Brasileiro, na Broadway Dance Center, em Nova York e em fevereiro de 2017, na Crossroad of Arts, em Los Angeles, Califórnia. É coautora do documentário, Roseli Rodrigues - Poesia em Movimento e codiretora da Revista de Dança.
SERVIÇO
9a edição do Congresso Internacional de Jazz Dance no Brasil
Data: de 20 a 23 de abril
Local: Centro Aidyl Pinesi Bonachella - rua das Primaveras, 210 – Indaiatuba
Informações: www.congressodejazzdance.com.br

Prefeito anuncia Maio Musical e novo teatro para Indaiatuba

O prefeito Nilson Gaspar, juntamente com a secretária da Cultura, Erika Novachi, anunciaram ontem, dia 17, a programação do 25º Maio Musical. Entre as principais atrações estão Guilherme Arantes, 14 Bis, Orquestra Jovem do Estado e Vanessa Jackson. A edição deste ano também vai homenagear o professor Moacyr Martins, que além de ensinar violão a gerações de indaiatubanos, lidera seu regional de choro desde os anos 50, que foi reativado especialmente para este Maio Musical.
Além de anunciar o principal evento cultural da cidade, o prefeito também disse que já existe um projeto para a construção de um novo teatro, que seria erguido perto da via de acesso do bairro Campo Bonito. “Visitamos vários teatros em São Paulo e estamos elaborando um projeto para ser apresentado assim que algum edital federal ou estadual seja publicado. É importante ter um projeto pronto porque esses editais tem prazo curto”, explicou Gaspar. Caso se concretize, o novo espaço terá lugar para 1.500 pessoas, o dobro da atual sala Acrísio Camargo. Sobre o teatro do Centro Integrado de Apoio à Educação de Indaiatuba (Ciaei), Erika explicou que há uma série de inadequações, como o tamanho do palco e a falta de camarins, sem falar no fato do prédio pertencer á Secretaria da Educação, o que faz com que sua disponiblidade dependa da agenda daquela pasta. Ou seja, é  mais fácil construir outro teatro.

Confira a programação do 25º Maio Musical

Dia 01 : GUILHERME ARANTES 40 ANOS DE CARREIRA
Local: Sala Acrísio de Camargo
Horário: 19h
Guilherme Arantes completou 40 anos de carreira em 2016 e para comemorar essa data tão especial, traz um show onde mostra o porquê é um compositor aclamado pela crítica e público. Com mais de 25 temas de novelas e mais de 20 álbuns lançados, o artista apresenta nesse show suas criações, em um clima intimista.
Cada convite deverá ser trocado por 1 pacote de fralda geriátrica (máximo de 2 convites por pessoa)
  
Dia 04 : TRIBUTO À VILLA LOBOS com Laura Duarte e Duo Zani Dutra (Indaiatuba)
Músico convidado: Daniel Gonçalves (piano)
Local: Sala Acrísio de Camargo
Horário: 20h
O soprano Laura Duarte e o Duo Zani Dutra juntam-se nesse concerto inédito em homenagem ao compositor brasileiro Heitor Villa-Lobos, que completaria 130 anos de nascimento em 5 de março de 2017. Além do compositor, serão executadas também obras de outros compositores, brasileiros e europeus. Laura Duarte também contará com o acompanhamento do pianista Daniel Gonçalves.
  
Dia 05 : ROCK IN PAUTA IN CONCERT (Indaiatuba)
Músicos: Elison Nunes (guitarra), Everton Nunes (piano/teclado), Gera Fernandes (vocal),
Dijalma David (baixo) e Glauco Bersonette (bateria)
Local: Sala Acrísio de Camargo
Horário: 20h
A Banda Rock in Pauta surgiu em 2010, formado pelos integrantes Elison Nunes (Guitarra), Everton Nunes (Piano), Gera Fernandes (Vocal), Dijalma David (Baixo) e Glauco Bersonette (Bateria). O projeto tem como proposta trazer ao público o melhor do rock internacional das décadas de 70, 80 e 90. 
Para a apresentação dessa noite a banda promete levar o público em uma grande viagem com alguns dos melhores hits do Classic Rock internacional. 

Dia 06: ORQUESTRA JOVEM DO ESTADO 
Regente convidado:  Michal Klauza
Violino: Agata Szymczewska         
Horário: 20h
Local: Sala Acrísio de Camargo
Referência tanto por seu bem-sucedido plano pedagógico quanto por sua cuidadosa curadoria artística, a Orquestra Jovem do Estado é sinônimo de excelência musical no Brasil. Desde sua reformulação, em 2012, a Orquestra passou a ter Claudio Cruz como regente titular e diretor musical, o que ocasionou um expressivo salto de qualidade. Hoje, a Orquestra apresenta uma marcante identidade sonora, e sua forte coesão interna permite a construção de repertórios cada vez mais desafiadores técnica e estilisticamente.Ciente da importância da vivência internacional para a formação dos jovens músicos, a Orquestra realiza regularmente turnês no exterior. Com atuações elogiadas pelo público e crítica internacional, o grupo já se apresentou em importantes salas de concerto, como o Lincoln Center, em Nova York, o Kennedy Center, em Washington e a Konzerthaus, em Berlim – além de ter participado como orquestra residente do Festival Berlioz, na cidade natal do compositor francês, La Côte-Saint-André, interpretando a “Sinfonia Fantástica”.
  
Dia 07 : 14 BIS - 35 Anos
Local: Sala Acrísio de Camargo
Horário: 19h
Eles estão há mais de três décadas na sua vida, numa trajetória caracterizada pela reinvenção e ampliação de um público fiel. E estão comemorando nos palcos, com a nova turnê ‘14 Bis – 35 Anos‘, que reúne os clássicos da carreira do grupo mineiro, assim como outros sucessos, da música nacional e internacional. Surpresas escolhidas a partir de coisas que ouviram nesses 35 anos, com um pé até na modernidade, podendo ir dos Beatles a Renato Russo. É um novo 14 Bis que está no ar, mas sem deixar, é claro, sua característica sonoridade, uma mistura única de rock com Clube da Esquina, música clássica, progressivo, do country norte-americano ao regional brasileiro.
Cada convite deverá ser trocado por 1 pacote de fralda geriátrica (máximo de 2 convites por pessoa)
  
           Dia 11 : 10 ANOS DE CANÇÕES, CAFÉ E  COMPANHIA com Mulheres em Acordes (Indaiatuba)
Direção musical: Sonia di Morais
Arranjos vocais: Sonia di Morais
            Local: Sala Acrísio de Camargo
            Horário: 20h
Assim nos reunimos para comemorar amizade e parceria, envolvidas sempre por belas canções da musica brasileira e arranjadas harmoniosamente para quatro vozes.
  

Dia 12: “DO CHIQUE AO ÚRTIMO” com a Orquestra Paulistana de Viola Caipira
DIREÇÃO MUSICAL: ​Rui Torneze
REGÊNCIA : Maestro Rui Torneze 
Horário: 20h
Local: Sala Acrísio de Camargo
“Existem dois tipos de música : a boa e a ruim .”  (Tião Carreiro, Sivuca e outros grandes músicos...)
Um brinde musical ao bom gosto...esmero, técnica e emoção...Esse é o resumo do show “Do Chic ao Úrtimo” onde  a música boa, seja ela erudita, do outro lado do mundo,  à nossa música de raiz será interpretada  por uma orquestra de viola caipira  verdadeiramente “orquestra” , com seus naipes distintos  em arranjos bem elaborados, entre peças instrumentais e cantadas. A Orquestra Paulistana de Viola Caipira - OPVC , a qual completará em outubro próximo 20 anos de andanças por palcos  nacionais e estrangeiros tem “bala na agulha” para garantir a alma lavada a quem vier assistir esse espetáculo.
  
Dia 13 e 14: VIRADA CULTURAL PAULISTA

Dia 18 : "DE 5 EM 5 A 1000 ESTAMOS" com Diogo Peixoto (Indaiatuba)
Direção Musical: Diogo Peixoto e Viktor de Lima
Convidados: Eloá Gonçalves e Priscila Akemi    
Horário: 20h
Local: Sala Acrísio de Camargo
O show comemora os 15 anos de carreira do artista Diogo Peixoto que iniciou sua carreira musical ao se mudar para a cidade de Indaiatuba (há 15 anos). O show irá celebrar a longevidade do evento bem como da carreira do artista que tem participação ativa na vida cultural da cidade. O repertório contará com músicas do próprio artista compostas em diversos momentos de sua carreira, muitas delas já premiadas em festivais da cidade e também de outros festivais importantes do país. Além disso o show também contará com releituras de músicas de outros artistas que foram representativas ao longo de sua carreira. “De 5 em 5 a 1000 estamos” é acima de tudo uma celebração e a manifestação de um desejo: que se de 5 em 5 anos cá estamos, “a 1000 estamos” trabalhando, compondo, sonhando, fazendo arte pra que possamos ter mais 5 anos de muita música, e depois mais 5, e mais 5, e mais 5, e que assim seja ...
  
Dia 19: CANCIONEIRO POPULAR DA BAHIA com o Coral Cidade de Indaiatuba (Indaiatuba)
Regente: Áurea Ambiel
Direção Musical: Áurea Ambiel
Pianista: Maria de Fátima Ambiel (piano)
Horário: 20h
Local: Câmara Municipal de Indaiatuba
Dorival Caymmi (1914-2008),  compositor baiano, de inúmeros talentos, deixou-nos um legado de canções inspiradas, principalmente, no cotidiano de seu povo - de homens que têm suas vidas atreladas ao mar. Com o objetivo de resgatar a importante contribuição do artista baiano, o  Coral Cidade de Indaiatuba da Secretaria de Cultura interpretará algumas de suas canções.


Dia 20: BANDA SINFÔNICA JOVEM DO ESTADO
Regente: Mônica Giardini
Eufônio: Bastien Baumet
Horário: 20h
Local: Sala Acrísio de Camargo
Criatividade e inovação caracterizam a Banda Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo. Constituída em 1993, faz parte dos grupos de formação e difusão artística da EMESP Tom Jobim, e equilibra em seus programas o repertório tradicional de banda sinfônica com arranjos de peças eruditas, composições populares e concertos temáticos.
Com uma proposta que proporciona vivência pedagógica e prática artística versátil aos bolsistas, a Banda os prepara para a rotina profissional, por meio de ensaios intensivos e concertos de grande apelo popular.
Sua diversidade sonora, que transita entre o tradicional e o contemporâneo, é exemplo de sucesso de público em cada palco em que se apresenta, tanto na cidade de São Paulo quanto no interior do Estado.
Além da convivência com renomados músicos brasileiros, a Banda Sinfônica Jovem possibilita intercâmbio internacional aos bolsistas, que tem a oportunidade de conhecer, aprender e dividir o palco com maestros e solistas de outros países.
  
Dia 21: CLÁSSICOS com a Orquestra Sinfônica de Indaiatuba (Indaiatuba)
Regente: Paulo de Paula
Direção Musical: Paulo de Paula
Horário: 18h
Local: Sala Acrísio de Camargo
Nesse concerto, a Orquestra Siunfônica de Indaiatuba apresenta em seu repertório grandes clássicos da música erudita. Obras famosas que mesmo sendo copostas a mais de 200 anos ainda resistem ao tempo pela sua grandiosidade e genialidade de seus compositores. Além do belissimo programa, o público ainda vai poder sentir um pouco da sensação de estar no palco, dentro da orquestra, como se fosse um músico. É uma nova experiência sensorial onde é possível captar nuances, ouvir de perto cada naipe da orquestra e ver de frente tudo que o maestro faz para que cada músico execute a sua função de maneira impecável. 
  
Dia 25: BOLERO E OUTRAS DANÇAS com a Corporação Musical Villa Lobos (Indaiatuba)
Regente: Samuel Nascimento de Lima e Tiago Morandi Roscani
Direção Musical: Samuel Nascimento de Lima
Horário: 20h
Local: Sala Acrísio de Camargo
A Corporação Musical Villa Lobos é, hoje, uma orquestra de sopros e por isso está ficando conhecida como uma Banda Sinfônica, o que representa um estágio de evolução em relação às suas origens de banda de coreto. Para o 25º  Maio Musical, ela apresentará um recital com um repertório que privilegia músicas feitas para coréografos se deliciarem. O destaque fica para a estreéia de "Bolero",de Ravel, que Maurice Bejart transformou num grande espetáculo de dança. Outras peças do programa: "Candide", de Leonard Berstein, "Danzon número 2", de Arturo Márques e "Dança do Sabre", de Aran Kachaturian.
  
Dia 26: ENTRE TEMPOS com Bia Packer, Mariana Ávila e Stefany Ueda (Indaiatuba)
Arranjos e Direção Musical: Viktor de Lima
Horário: 20h
Local: Sala Acrísio de Camargo
O show Entre Tempos será um passeio entre gerações, expressando o que a música simboliza para cada uma. Entre referências musicais e compositores, oferecemos um repertório diferenciado. Entre artistas, podemos citar Billy Joel, Beatles, Tiê, Anavitória, Adele, Rita Lee... Enfim, o que podemos garantir é diversão e muita qualidade.
  


Dia 27: UMA SAUDAÇÃO À WHITNEY HOUSTON com VANESSA JACKSON
DIREÇÃO MUSICAL: Max Fontoura
DIREÇÃO GERAL: Rafael Mello
Coreógrafo: Nathan Coder
Horário: 20h
Local: Sala Acrísio de Camargo
A cantora Whitney Houston será homenageada neste show interpretado por Vanessa Jackson. "É muita emoção porque o repertório de Houston é sublime, clássicos prazerosos de se ouvir. Sucessos como I Will Always Love You, Run To You, I Have Nothing, Saving All My Love For You, as dançantes I Am Every Woman e I Wanna Dance With Somebody estão garantidos no repertório.
Vanessa ficou conhecida nacionalmente após vencer a primeira edição do reality show Fama, exibido pela TV Globo em 2002.

Dia 28: 30 ANOS DE HISTÓRIA REGADA A CHORO com o Grupo de Choro Moacyr Martins (Indaiatuba)
DIREÇÃO Musical: Professor Moacyr Martins
            Músico convidado: Weber Marelli (sax/flauta)
            Horário: 18h
Local: Sala Acrísio de Camargo
Encabeçado pelo violonista e professor Moacyr Martins que tem mais de 50 anos de carreira,  o grupo de choro que leva seu nome e que está comemorando 30 anos de história,  irá apresentar um show recheado de sucessos clássicos do estilo compostos por grandes nomes, dentre eles: Jacó do Bandolim, Ernesto Nazareth, Cachimbinho e Pixinguinha.
O grupo de choro Moacyr Martins trará em sua formação: flauta, sax, 2 bandolins, cavaco de centro, Violões de 6 e 7 cordas e percussão.

CINE TOPÁZIO
O cine topázio mais uma vez estará apoiando o Maio Musical com exibição gratuita dos seguintes filmes:

08/05 (segunda – Polo Shopping)
15h: Elis (foto)
19h: Waiting for B.

09/05 (terça – Shopping Jaraguá)
15h: Sinfonia da Necrópole
19h: Memória em Verde e Rosa

15/05 (segunda – Polo Shopping)
15h: Argentina
19h: O Ídolo

16/05 (terça – Shopping Jaraguá)
15h: Waiting for B.
19h: Elis

22/05 (segunda – Polo Shopping)
15h: Memória em Verde e Rosa
19h: Sinfonia da Necrópole

23/05 (terça – Shopping Jaraguá)
15h: O Ídolo
19h: Argentina

OS CONVITES PARA AS APRESENTAÇÕES DO DIA 1º E 7 DE MAIO DEVERÃO SER TROCADOS NO DIA 25 DE ABRIL (TERÇA - FEIRA) A PARTIR DAS 8h.


SERÃO 2 FILAS, UMA PARA CADA APRESENTAÇÃO.

sexta-feira, 31 de março de 2017

Corporação Villa-Lobos faz 1o concerto do ano domingo

A Corporação Musical Villa Lobos terá sua estreia em 2017 no próximo domingo, dia 2 de abril, às 11h, na Sala Acrísio de Camargo, no Ciaei (Centro Integrado de Apoio à Educação de Indaiatuba), com o programa “De Zequinha de Abreu a Pixinguinha”, prestando uma homenagem à música brasileira e retomando a série dos Concertos MatinaisA entrada é franca.
A banda sinfônica é composta por 45 músicos com naipes de instrumentos de sopro. No programa deste domingo, estarão em cena seus dois maestros e, por isso, o programa está dividido em duas partes.
Na primeira parte, o regente será Tiago Morandi Roscani, que é o maestro assistente da Corporação. Sob a sua batuta serão apresentados os arranjos orquestrais das seguintes músicas: Tico-Tico no Fubá – de Zequinha de Abreu e arranjo de Avelan Ntsiete; Suíte Pernambucana de Bolso, de José Ursicino da Silva (Mestre Duda); Brasília, de Nabor Pires Camargo; Nivaldo no Choro, de Severino Araújo, com arranjo de José Tabajara;Frevo, de Egberto Gismonti, com arranjo de Fábio Lopes; e Carinhoso, de Pixinguinha, com arranjo José Ursicino da Silva (Mestre Duda).
A segunda parte do programa terá a regência de Samuel Nascimento de Lima, maestro titular da Corporação Villa-Lobos há mais de 20 anos. Para este concerto, Samuel escolheu o seguinte repertório: Rosa, de Pixinguinha, com arranjo de Hudson Nogueira; Manhã de Carnaval, de Luiz Bonfá & Antônio Maria, com arranjo de Pablo Dell’Oca Sala; O Fino da Valsa Paulista, com arranjo do maestro Cyro Pereira; Copacabana, de Barry Manilow, em arranjo de Johan de Mey; Soul Bossa Nova, de Quince Jones, com arranjo de Masato Myokoin; e Seis no Choro: uma orquestração de Naylor "Proveta" Azevedo, com adaptação de Samuel N. Lima e exibindo trechos dos seguintes chorinhos: Pedacinho do Céu, de Waldir Azevedo; Chorando Baixinho , de Abel Ferreira; Tico-Tico no Fubá, de Zequinha de Abreu; Um a Zero, de Pixinguinha & Benedito Lacerda;  Apanhei-te Cavaquinho , de Ernesto Nazareth.
Serviço:
Corporação Musical Villa-Lobos / Abertura da temporada 2017
Dia: 02/04/2017
Horário: 11h
Local: Sala Acrísio de Camargo no CIAEI - Av. Eng. Fábio Roberto Barnabé, 3665 - Jardim Regina, Indaiatuba
Entrada gratuita

quinta-feira, 30 de março de 2017

Orquestra de Indaiatuba abre temporada 2017

Orquestra Sinfônica de Indaiatuba abre a temporada e concertos 2017 com apresentação gratuita no dia 31 de março, sexta-feira, às 20h30 na Sala Acrísio de Camargo, no Ciaei (Centro Integrado de Apoio à Educação de Indaiatuba). O concerto terá regência do maestro Paulo de Paula e marca o início de uma série de espetáculos que trará artistas convidados, ópera, concertos especiais para o mês das crianças e apresentações diferenciadas em outros espaços da cidade.
 Além dos concertos a associação que faz a gestão da Orquestra Sinfônica também está iniciando as atividades educativas com o reinicio das aulas de violino, viola e violoncelo e com a orquestra jovem de Indaiatuba. “Este ano vamos fazer a segunda edição do encontro de Orquestra Jovem na cidade. Esse encontro será uma oportunidade incrível dos alunos terem contato com outros grupos musicais além de assistirem concertos e masterclass com músicos de renome internacional”, finaliza o maestro. 
No repertório do dia 31 a orquestra executará duas grandes obras do repertório sinfônico compostas inicialmente como música incidental de peças de teatro, mas que devido a suas qualidades musicais, acabaram ganhando vida própria.
A obra Sonho de Uma Noite de Verão foi composta por Mendelssohn para acompanhar a apresentação da peça homônima de William Shakespeare. Como o próprio título diz, a peça se passa em uma noite de verão e reúne dois jovens casais apaixonados que se perdem numa floresta povoada por seres fantásticos e por uma trupe de teatro amador. É justamente esse clima fantástico que Mendelssohn procura expressar em sua música. A suíte Peer Gynt, do compositor norueguês Edvard Grieg, mantém o mesmo espírito fantástico. 

A peça de teatro original foi escrita pelo dramaturgo norueguês Henrik Ibsen e narra as viagens e aventuras realizadas por Peer Gynt, um personagem sem muito caráter. A música de Grieg ilustra passagens importantes dessa história como “Amanhecer” e “No Salão do Rei da Montanha” obras já bastante conhecidas e eternizada em filmes e desenhos animados.

Serviço:

Orquestra Sinfônica de Indaiatuba / Abertura da temporada 2017
Dia: 31/03/2017
Horário: 20h30min
Local: CIAEI - Av. Eng. Fábio Roberto Barnabé, 3665 - Jardim Regina, Indaiatuba
Entrada gratuita

sexta-feira, 24 de março de 2017

Clube 9 faz Noite do Flash Back sábado

Os apaixonados pela música das décadas passadas poderão matar a saudade dos velhos tempos com o Flashback, promovido pelo Clube 9 de Julho neste sábado, 25, a partir das 22h. A festa segue estilos dos anos 1960 até 1980 e conta com a presença de DJs e Vjs para animar o evento.
A noite de Flashback estará sob o comando dos DJ Marco Matos que levará canções dos anos 1960, 1970 e 1980 em conjunto com os VJs Tonikinho e Bull que, com imagens e vídeos, deixarão a festa com o clima perfeito. Nesta edição não haverá reserva de mesas e o ingressos já estão à venda na secretaria do Clube, sendo R$ 25 feminino, R$ 30 masculino e estudantes pagam R$ 15. Associados só precisam realizar a retirada do convite até o horário do evento. A censura é 16 anos. Mais informações na secretaria do Clube ou pelo telefone (19) 3875 9833.
Sobre o Clube 9 de JulhoPrestes a completar 60 anos de história, o Clube 9 de Julho ocupa uma área de mais de 78 mil metros quadrados e oferece aos associados diversas atividades recreativas, sociais e esportivas. Com uma excelente infraestrutura o clube de campo está preparado para sediar diversas modalidades de esportes, já que conta com três campos de futebol, canchas de bocha, quatro quadras de tênis e arena poliesportiva coberta – sediando campeonatos internos e externos -, academia e sauna. Além disso, disponibiliza aos associados completo parque aquático. Na área social, conta com um salão com capacidade para receber eventos de grande porte, mantendo o padrão de proporcionar os melhores eventos da cidade e região. Mais informações www.clube9.com.br.

Domingo tem Tardes de Rock no Parque Ecológico

A Prefeitura Municipal de Indaiatuba, via Secretaria Municipal de Cultura promove no próximo domingo, (26) de novembro, a partir das 18h, na Concha Acústica do Parque Ecológico, a nova edição do projeto Tardes do Rock. O projeto visa estimular o interesse da população por este gênero musical e valorizar os grupos da cidade e da região, oferecendo mais uma opção de lazer gratuita à população. Sobem ao palco para shows com entrada franca as bandas Pheudal, Penúltima Onda e Quatro Sete. Em caso de chuva, o evento será cancelado. Informações (19) 3894-1867.
Sobre as atrações do Tardes do Rock
Pheudal – com estilo Folk Rock, é originária de Indaiatuba e foi fundada em 2006, com lançamento próximo de seu segundo CD com músicas autorais. É integrada por Carlos Rodrigo Bermejo (bateria)
Ricardo Grógia (baixo), Daniel Kiss (guitarra) e Luis Otávio Rezende (voz e violão). Também costuma se apresentar com um trio de músicos convidados (sax, trombone e trumpete).
Penúltima Onda - foi criada em outubro de 2013 por Gui Monteiro e Anderson Xavier. O primeiro trabalho foi lançado em fevereiro deste ano, um EP com cinco faixas intitulado ‘Enseada’. Para 2017 o quinteto promete um novo EP com músicas inéditas que já está no forno em fase de mixagem e masterização. É formada por Anderson Xavier (voz), João Vitor (voz e guitarra), Josh Brum (baixo), Vinicius Esteves (bateria) e Rogério Rocha (voz e guita
Quatro Sete - A Quatro Sete nasceu no final de 2006 a partir da vontade dos irmãos Diego e Fábio Garcia (in memorian) de fazer rock simples, sem frescuras e sem se prender a um determinado estilo.
Após passar por diversas formações e depois um intervalo sem atividades, a banda retoma os trabalhos em 2011 e ganha fôlego novo com Diego no vocal, Fábio no baixo, Lucas Scalet na guitarra e Mauro Peres na bateria.

A banda foi finalista da edição de 2011 do Festival de Rock de Indaiatuba.
Serviço
Concha Acústica do Parque Ecológico – Av. Eng. Fábio Roberto Barnabé, s/n – Vila Areal